Buscar
  • thejourneyportugal

Fevereiro: palavra-chave SILENCIAR

Rituais e reflexões para Fevereiro.




Que lugar tem a contemplação, reflexão e observação na sua vida? O quão consciente está diariamente do que acontece ao seu redor e como reage a isso? O quão atento está aos seus sonhos?


Em Fevereiro, damos ainda mais valor à questão do silêncio e contemplação. Quantas vezes sentimos que precisamos de fazer, fazer, fazer, de forma a sermos valorizados e deixamos de saber só estar, em total presença?


Tratamos também da facilidade/ ou dificuldade que temos em confiar na vida (vs a necessidade de tudo controlar). Quantas vezes experimentamos coisas que parecem negativas à primeira vista e mais tarde se tornam uma experiência muito valiosa?


Encontrar silêncio nem sempre é fácil - especialmente para quem vive na cidade. Mas mais importante do que o silêncio exterior é direcionar a sua consciência para o interior, uma vontade de se ouvir a si mesmo e sentir interiormente o silêncio.


Se isso é difícil para si, a meditação a seguir pode ajudá-lo.

Meditação para Fevereiro

Escolha um lugar tranquilo em sua casa. Se tiver a oportunidade, vá para a natureza.

Feche os olhos e siga as primeiras respirações para relaxar completamente. Sinta-se no seu corpo. Relaxe o seu rosto inteiro, os seus ombros, pescoço. Deixe a sua respiração se tornar mais profunda. Em seguida, volte a sua atenção para os sons ao seu redor. Reconhece algum som? Carros que passam, pássaros nas árvores, outros barulhos? Deixe os sons chegarem até si naturalmente.

Independentemente de serem agradáveis ou desagradáveis, deixe os sons soprarem na sua consciência como se o vento estivesse a soprar através das folhas de uma árvore.


Volte para os "sons" internos agora. Quais os sons e ruídos que lhe chegam? Consegue ouvir o seu coração bater ou o som do seu sangue? Ouve a sua própria respiração? Existem pensamentos a navegar pela sua mente, preocupações, planos, medos ou esperanças que também podem ficar barulhentos de vez em quando?

Dê as boas-vindas a esses sons internos da mesma forma que acolheu os sons externos.

Ouça novamente o que existe dentro de si. Consegue observar o silêncio por trás dos pensamentos e sons do seu corpo? Consegue sentir o silêncio? Como o sente?


Depois de algumas respirações, volte a sua consciência para o corpo, a sua postura, o local onde está. Quando estiver pronto, abra lentamente os olhos e deixe que lhe cheguem naturalmente as suas respostas para estas perguntas. Escreva no seu caderno.

Perguntas

É fácil para mim deixar os sons e os pensamentos ir e vir? Ou começo logo a valorizá-los em "bons" ou "maus", a fazer julgamentos?


Como consigo observar silêncio no meu corpo? O que posso fazer para alcançar esse estado? Quando e com que frequência me permito só ser/ estar?

Tenho a sensação de tenho de fazer “coisas” para ser amado? Sinto confiança no mundo, em Deus ou no caminho que está a seguir a minha vida?

Preciso ter tudo sob controlo ou deixo-me surpreender? O que sinto quando me deixo ir e sigo o fluxo da vida?

O que desejo em termos de silêncio, contemplação, humildade neste ano?

Com que pessoas me sinto bem em silêncio ou sendo só eu mesmo?




NOTA: se quiseres fazer parte do grupo privado The Journey, junta-te aqui no Telegram: https://t.me/joinchat/UW7cE3jgLNaMnRi-

Se és um co-criador consciente que gosta de viajar entre mundos e dimensões, aí receberás indicação quando são partilhados saberes que podem levar-te a novas reflexões sobre a tua jornada espiritual, e invocam a tua sabedoria inata e acesso à rede universal de consciência.

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo